[Artigo] - Como saber se você está sendo vítima da Mente Reativa que frustra seu sucesso na vida?


Como saber se você está sendo vítima da Mente Reativa que frustra seu sucesso na vida?

ü Você já percebeu que algumas vezes se sente tão incomodado quando alguém diz algo, mesmo que você saiba que esta pessoa não teve a intenção de te provocar ou gerar uma reação negativa?

ü Ou já sentiu que quando alguém faz algo diferente do que você desejaria ou pensaria ser o ideal - isso tira seu humor e tem vontade de dizer ou diz algumas “verdades” para essa pessoa?

ü Ou ainda, quando tudo estava indo muito bem, alguma coisa “ruim” acontece e acaba com o seu dia?

Se isto acontece com você com grande frequência, fique atento, pois você pode estar sendo vítima da mente reativa e aprender a lidar com ela, adestrá-la mesmo, é um ponto muito importante para alcançar o êxito que deseja em qualquer área de sua vida, mas principalmente nas relações pessoais.

Alcançar objetivos, mantendo seu estado de espírito elevado, será possível sempre que você saiba administrar as suas escolhas diárias.

Ainda que possa acreditar que você se conhece muito bem e tenha inúmeras justificativas para atuar assim, de forma agressiva, achar que administra bem seu estado emocional e mental, você pode estar incluído na lista de pessoas com a mente reativa.

Responda às perguntas honestamente:

Ø Você anda muito acelerado, respondendo muito rápido ao que os outros perguntam, sem pensar e com respostas que não dão bons resultados?

Ø Atua sem dar pausa, e faz tudo com um ritmo  que gera muitos erros?

Ø  Muitas vezes diz palavras que ofendem as pessoas, ou agride verbalmente por qualquer razão até mesmo as pessoas que mais gosta?

Ø  Costuma partir para o ataque, porque acha que as pessoas querem te derrubar?

Ø  Acha que muita gente à sua volta é incompetente e que, não sabe mesmo fazer nada direito?

Ø Quando alguém te diz algo que te traz alguma sensação ruim, acha que ela fez de propósito e que deseja te ofender?

Ø  Costuma interromper as pessoas, sem dar-lhes tempo de terminarem suas ideias?

Se obteve muitas respostas sim a estas perguntas, pode estar usando informações ineficientes assimiladas em sua memória e em sua programação mental. Elas foram recebidas ao longo da vida e foram assimiladas como referência de comportamento.


Você está atuando a partir da sua mente reativa
, pois em estados elevados de estresse ela ficará bem atuante e áreas específicas do cérebro quando ficam muito estimuladas, captam várias situações simples como se fossem um ataque direcionado a colocar em risco sua sobrevivência e seu bem estar.

A maioria das pessoas, quando está atuando pela mente reativa não se dá conta disso.

Acha que sempre funcionou dessa forma e assim mesmo é que sempre tudo funcionou. Costumam ver o outro como o culpado de seu mau humor, que os outros são os causadores do seu mal-estar. Costumam projetar a responsabilidade do seu estado irado, alterado ou frustrado à atuação do outro.

Por desconhecerem que existe esta forma reativa de atuar, não podem modificá-la melhorando seu estado mental e emocional e afetando-se positivamente com a mudança de comportamento em seus relacionamentos.

Quando você altera este estado reativo para um estado proativo, você se sente mais grato pelas coisas que vive. Perceberá que um sentimento profundo de satisfação com os caminhos trilhados se torna mais e mais frequente. Sentirá que os objetivos mais importantes traçados, que te levam a um processo de crescimento elevado, são alcançados.

Você  sentirá a tua alma leve, o coração feliz e a mente em paz.

Portanto, poderá atuar de forma condizente com estes pontos acima. Será capaz de seguir estratégias que atraiam mais harmonia para a sua vida e que te auxiliem a permanecer com muita frequência nesse estado de espírito de serenidade.

Quanto mais usar essas memórias positivas, mais fará com que se tornem referências de comportamento eficientes em suas atuações diárias.

Repetir esses mesmos atos e usar essas percepções eficientes, fará com que alcance os resultados positivos que deseja.

Recorde que, em níveis de estresse elevado e constante, tomar decisões baseadas nas memórias do passado, assimiladas como padrões de referência e usar recursos aprendidos que, muitas vezes, são repetidos inconscientemente - sem parar para analisar se eles são ofensivos, agressivos e te afastam das pessoas que ama - somente fortalecerá os padrões ineficientes de sua memória.

Eles interferem em seu desenvolvimento pessoal e podem te levar a tomar decisões nada engrandecedoras.  

Poderá medir se está utilizando padrões eficientes ou não, observando se os caminhos seguidos até o momento presente te levaram a um estado de serenidade, amizade, paz e alegria na maior parte do tempo.  

Mas, se ao contrário, a maior parte do tempo você costuma ter problemas de relacionamentos, quer seja no trabalho ou em família, é muito provável que esteja sendo vítima de si mesmo, usando muito sua mente reativa.

Olhe para si mesmo e responda,  se, muitas vezes, você sentiu:

  • Uma enorme sensação de vazio?
  • Frustração, ansiedade e tristeza?
  • Insegurança e um temor profundo do futuro?
  • Hábito de personalizar muito o que as pessoas lhe dizem e sentir que as palavras das pessoas a(o) ofendem com facilidade?
  • Que não gosta do trabalho que faz, do ambiente de trabalho e de seus companheiros?
  • Que tua família te irrita, que fazem muitas coisas que não gosta, somente para te provocar?
  • Que você se magoa por coisas que muita gente diz que são pequenas, mas que para você, são enormes?
  • Que a melhor defesa é o ataque e se elas querem te atacar, você pode destruí-las?
  • Que teus relacionamentos estão se desmoronando, mas a culpa não é tua?

Se você respondeu novamente sim para a maioria dos pontos acima, pode ser hora de observar suas percepções e registros de memória. Será fundamental realizar uma pausa de reflexão e ver se não está sendo influenciado por padrões não eficientes que não te permitem ver as possíveis novas escolhas que pode fazer.

A Vida é uma mescla de experiências materiais , coloridas com crescimento espiritual. Nesta jornada, crescer significa:

  • Observar pontos de vistas ineficazes e transformá-los;
  • Dar passos em direção à uma conexão mais profunda com a Verdade Interior;
  • Ser o caminhante, o observador, o ator e o criador de sua própria história.

Talvez, a maior dificuldade que algumas pessoas sentem em reprogramar suas vidas está em administrar a resistência à mudança.

Por incrível que pareça, muitas pessoas se adaptam ao que não gostam, por temor de conhecer algo novo, por temor de mudar.

Eu me recordo de um ditado popular que ouvi em um país da América Latina, enquanto realizava um grupo de trabalho de reprogramação interna, com avaliação e revisão do sistema de crenças que sabotam o Espírito de Êxito: “Antes mal conhecido, do que bem por conhecer”! Para mim, tão acostumada a lidar com mudanças e com muita frequência, após ter vivido e trabalhado em tantos países, aquilo me pareceu a coisa mais inesperada que alguém poderia afirmar. Mas eu entendo que este seja um padrão forte na vida de muitas pessoas.

Não conseguem ver a mudança como algo divertido, uma aventura, que trará coisas incríveis e infinitas possibilidades.

Um outro ponto de dificuldade que pode paralisar quem deseja escolher caminhos novos, que o leve a viver a Vida em plenitude, é a sensação de que é difícil mudar. Sentem que terão que fazer esta caminhada sozinhos, com a sensação de que terão que transpor obstáculos enormes - e tudo de uma forma muito solitária. Isso é mais uma percepção e um condicionamento equivocado. É verdade que terá que fazer uma escolha por si mesmo.

Mas não é verdade que os obstáculos que terá que vencer são imensos, pois quando toma conhecimento deles, eles perdem o poder sobre você. E se perderem o poder, ficará mais claro que, afinal, não eram tão grandes assim. O principal aqui é RECONHECER aquilo que é importante mudar e dar o primeiro passo.

Somos responsáveis pelas escolhas que fazemos. É possível que no momento em que decidir  fazer uma escolha de mudar padrões que não funcionam para sua vida, possa surgir um temor e o desejo de recuar. Mas recorde que a partir do momento que fizer essa mudança, estará tirando o seu foco da reatividade e poderá notar os benefícios disto em sua vida.

Sentirá que as pessoas ficam mais receptivas com você, que mudar não afasta às pessoas, mas sim, a agressividade afasta.

Que não terá que seguir sozinho na vida e perder coisas ou pessoas que deseja ter por perto.

Mudar hábitos e comportamentos exige um certo empenho, dedicação e energia. Mudar é descobrir novos caminhos e quanto mais praticar, mais irá sair do estresse em que se encontra.

Outros pontos importantes de recordar:

  • Nosso cérebro está formatado para economizar energia e manter tudo igual, dentro do que já conhecemos, poderá ser uma grande economia.
  • O temor aliado à sensação de que o caminho mais fácil para seguir é o já conhecido, poderá interferir em seu desejo de mudar.
  • Fique atento à “Síndrome de Gabriela”: “ Eu nasci assim, eu cresci assim, eu sou mesmo assim, vou sempre assim”.
  • Temos a tendência de nos adaptarmos ao que conhecemos, até mesmo quando isto não nos agrada, não é o que mais queremos ou não favorece o nosso crescimento, por pura falta de consciência.
  • A parte mais importante de seu propósito de vida e de sua missão é encontrar a si mesmo e quando compreender isto, buscará mais e mais o autoconhecimento.
  • Quando consegue se desapegar daquilo que não faz sentido em sua vida e não se encaixa em seus propósitos,  sentirá muita paz.
  • Encontrar esse ponto de equilíbrio, o seu lugar de paz em você mesmo, fará com que toda a sua vida faça sentido.

Assim, substituir as velhas crenças por novas, mudar padrões que não funcionam, a(o) ajudará a ter a vida que quer ter, de forma que você não ficará mais à mercê da reatividade que aniquila suas relações e drena sua energia.

Lembre-se que nossas crenças irão determinar nossas ações e, nossas ações ditarão a qualidade de vida que teremos.

Esperamos ter ajudado na suas escolhas com estas informações e encontramos você em breve, em nosso próximo texto.

Um enorme abraço de Luz.

Nós Somos,

Alma em Plenitude.